De onde vem a diferença do tamanho os cachorros?

Você já parou para pensar sobre como surgiram os cachorros pequenos?

Muita gente já fez essa pergunta e imaginava que ela é oriunda da domesticação dos cães, que ocorreu há 20 mil anos.

Mas, segundo um estudo publicado na revista Current Biology, essa mutação genética que influencia no tamanho dos cães, desenvolvendo animais grandes e pequenos, já existia em lobos antigos.

Pesquisadores da National Institutes of Health (NIH) encontraram essa mutação do gene do hormônio do crescimento em ossadas de lobos que existiam há mais de 50 mil anos, ou seja, muito antes da domesticação dos cachorros.

Liderados pela geneticista Elaine Ostrander, do Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano, nos Estados Unidos, Elaine Ostrander, a equipe analisou o genoma de 230 raças de cães domésticos (Canis lupus familiaris) e de lobos, além de coiotes, chacais, cães de caça africanos e outros membros da família de animais referidos como canídeos.

Durante as análises, ao estudarem o DNA de um lobo siberiano de 54 mil anos de idade (Canis lupus campestris), descobriram que ele também possuía a mutação do hormônio do crescimento.

A cientista afirmou que “é como se a natureza o tivesse guardado no bolso por dezenas de milhares de anos até que fosse necessário”.

“Isso está ligando muito a domesticação canina e o tamanho do corpo, e as coisas que achamos muito modernas são, na verdade, muito antigas”, acrescentou a pesquisadora. “Uma das coisas que é muito legal sobre os cães é que, por terem evoluído tão recentemente, não há muitos genes de tamanho corporal.”

Os cães possuem apenas 25 genes conhecidos que regulam o tamanho corporal. Nós humanos possuímos várias centenas.

As pesquisas continuam, pois segundo Ostrander e sua equipe eles querem entender todo o continuum – de Chihuahuas a Dogues Alemães.

Por: Camila Pedroso

Fonte: Planeta

Fotos: Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.